O cineasta Spike Lee completa hoje 58 anos, confira resenhas dos seus filmes

 

O cineasta Spike Lee completa hoje 58 anos, ele é reconhecido por roteiros originais e pela abordagem de assuntos sobre a conscientização social e racial. Spike é um grande personagem da cultura afro-americana. Separamos resenhas de 3 filmes essenciais na sua carreira.

 

Faça a Coisa Certa, 1989 (Título Original – Do the Right Thing)

O filme de 1989 conta sobre um dia de muito sol e cores fortes em uma região de maioria negra no Brooklyn em Nova Iorque. Spike Lee, que também atua no longa, desenvolve um enredo em que um italiano, proprietário de uma pizzaria, torna um bate-boca com jovens negros em seu estabelecimento no início de um grande conflito racial. Spike narra o preconceito generalizado em um lugar habitado por negros, asiáticos, brancos e latinos. A intolerância é de todos, e o cineasta abordou isso sem defender nenhum dos lados. O longa recebeu indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Original naquele ano.

 

Malcolm X, 1992

Malcolm X é uma biografia de um ícone da cultura negra americana, personalizado pelo ator Denzel Washington, que foi indicado ao Oscar por sua atuação.  Malcolm foi uma figura polêmica e corajosa. Tratava-se de um criminoso das ruas, que após a sua prisão se converteu ao islamismo e mudou o ruma de sua vida. Ao voltar à liberdade, com um discurso em defesa dos direitos dos negros americanos, se torna uma figura muito importante na época, levando ao debate diversas questões de cunho racial na América. O filme foi selecionado para preservação na National Film Registry nos Estados Unidos, pela Biblioteca do Congresso, como sendo de grande relevância histórica.

 

A Última Noite, 2002 (Título Original – 25th Hour)

“A Última Noite” é um filme que mostra as últimas 24 horas de liberdade de Monty Brogan, interpretado por Edward Norton. Monty foi condenado a 7 anos de prisão por tráfico de drogas, e deve se apresentar para a sua reclusão no dia seguinte. Ele reencontra dois dos seus melhores amigos para passar o seus últimos momentos, ao mesmo tempo em que sente uma desconfiança perturbadora da sua namorada. Spike consegue nos levar à atmosfera do protagonista, que vive uma situação de reflexão das consequências dos seus atos e da maneira de como ele “deixou a vida lhe levar”.

Comentários